Arquivo da tag: Lima Barreto

Qual a sua Nova Califórnia?

Comprei no sebo Berinjela, no centro do Rio, um livro de contos de Lima Barreto, A Nova Califórnia. Foi coincidência que meu irmão estava semanas atrás pela Califórnia americana e adorou San Francisco, a praia bonita e gélida do Pacífico, o modo de vida despojado dos californianos.

O livro de Lima Barreto abre com o conto que dá título ao livro, que me lembrou o Cemitério dos Pretos Novos, na Gamboa, zona portuária da cidade. A história da descoberta do cemitério é curiosa: os moradores ao começarem uma obra para melhoria da casa, “descobrem” uma quantidade significativa de ossos lá enterrados. A pesquisa mostra que os ossos são dos chamados “pretos-novos”, escravos que chegavam no século XIX, para trabalhar em serviços os mais diversos, no Rio de Janeiro, que assim se urbanizava. Hoje, o cemitério é um Instituto, e virou ponto de cultura, o que lhe assegura uma verba estatal, durante 1 ano, para custeio de despesas mínimas.

No conto de Lima Barreto, um químico estrangeiro descobre como transformar ossos em ouro. Quando este motivo é revelado, o que explica os assaltos frequentes as ossadas do cemitério, Tubiacanga ganha novo rumo. Os moradoresdesenterram seus mortos para enriquecerem. Até que se matam, uns aos outros, para continuar a transmutação ossos-ouro. Poeta sagaz do movimento do kapital, Lima Barreto, porque tão lúcido, faleceu no hospício da Praia Vermelha. Na ficha de internação, um médico escreveu em ‘profissão’: ‘diz-se escritor’.

O conto de L. B., por sua vez, lembrou a estória que Walter Benjamin conta em O narrador. Um pai, no leito de morte, diz para os filhos que há um tesouro na terra que ele está lhes deixando. Cavacam a terra e nada encontram. Tempos depois, percebem que era a terra, o tesouro transmitido.

Qual a sua terra Compah?