Arquivo da tag: budismo engajado

tese antítese afeto

em voltas c escripto p qualificaCaos cousas pendentes:
a ocupação é um território
o territorio são afetos intensivos
os intensivos enxameiam o território tornando a coisa cheia de menos O menos de deloize
esse menos de Dedê deloize é uma coisa muito linda pq?
Situ pq vale a pena
o velho deloize diz em Sobre o teatro
“Minoria designa, primeiro, um estado de fato, isto é, a situação de um grupo que, seja qual for o seu número, está excluído da maioria, ou está incluído, mas como uma fração subordinada em relação a um padrão de medida que estabelece a lei e fixa a maioria. Minoria não designa mais um estado de fato, mas um devir no qual a pessoa se engaja. Devir-minoritário é um objetivo, e um objetivo que diz respeito a todo mundo, visto que todo mundo entra nesse objetivo e nesse devir, já que cada um constrói sua variação em torno da unidade de medida despótica e escapa, de um modo ou de outro, do sistema de poder que fazia dele uma parte da maioria”.
quer dizer, um devir na qual a pessoa se engaja… Engajar, gorjear, gazetear.
Ah, salve Luís Capucho e seu blog azul iluminando essa manhã de segunda-feira embaçada.

Anúncios