Arquivo da categoria: Uncategorized

Guarda municipal carioca

Hoje, rua da Quitanda, a população revoltada contra a guarda municipal que apreendeu as mercadorias de um camelô e comeu de porrada o rapaz. Indignação geral: “Covarde”, “covarde”, “Bandido”, “Bandido”. A multidão não deu refresco, foi seguindo um homem que parecia o chefinho do grupo e outros dois guardas típicos…

Como não continuar amando a população carioca, na hora do almoço, centro da cidade?
Salve!

Padaria Nikiti: oásis em Niterói

Na padaria Nikiti, na r. Gomes Machado com rua da Praia, centrão de Níterói, acontecem cenas maravilhosas. Em geral, a partir das oito da noite, a padaria que tem metade de seu espaço para bar, é tomada por putas com seus partners, em geral coroas, além de muitos homens e mulheres majoritariamente morenos, mulatos e ébanos. O dono da Nikiti fez uma obra recente e trocou as luzes e o piso, agora tudo muito alvo. O que é desagradável mas parece não ter intimidado nossos convivas (não sei se era essa a intenção do jovem dono filho de português). Na sexta última, o burburinho já tomava conta das mesas na calçada com inúmeros litrões de Antarticas esvaziadas e a máquina de frango assado a toda. É a dica, litrão com frango assado, que, se não me engano, custa 11,00 (o frango). Entrei de rompante na padaria nesse dia, voltando do Rio e doida para chegar em casa. Talvez realmente eu fosse a única cliente branca adentrando no bar da padaria. Olhares estranham, mantenho o ar blasé já querendo ficar por ali mesmo, tomando uma cerveja, em plena observação livre (essa é uma coisa chata da condição feminina no Brasil, e algo que ainda, talvez por timidez, não tenha conseguido me livrar). Enfim, a padaria bar Nikiti, nas noites durante a semana, é um dos pontos altos da cidade. Salve!

para os craqueiros da Luz/ São Paulo

lua cheia no

céu nublado

amigos pirando

sigo nessa

procuro meu tampa-ouvidos

pms vazam craqueiros

eles retornam

o locutor da radio tupi diz estar 

surpreso

tolice

ignora que o mal cheiro

buracos barulho ratos fumaça

prisioneiros e sobreviventes

eh nóis

compõem mesmo o delicado do

século

XXI

blog da Raquel Rolnik

Recentemente fui entrevistada pelo coletivo “USP por São Paulo”, que reúne estudantes de diversas faculdades da universidade e, atualmente, tem desenvolvido o projeto #USPOCUPA.

De acordo com o grupo, o projeto pretende aproveitar o ano eleitoral para “mapear propostas inovadoras pensadas pela comunidade uspiana não só para qualificar o debate eleitoral, mas para pedir dos candidatos um posicionamento e, assim, resgatar a capacidade da universidade em influenciar a vida pública.”

Além de mim, já foram entrevistados os professores da ECA Eugênio Bucci e Luli Radfahrer, e também o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Confira abaixo o vídeo.

 

O grupo também está elaborando um concurso para selecionar 12 propostas da USP para a cidade de São Paulo. As ideias recebidas ficarão reunidas em uma plataforma virtual, onde 12 serão escolhidas para serem apresentadas aos candidatos à Prefeitura. Poderão participar com envio de propostas estudantes, professores, funcionários, núcleos de pesquisa e…

Ver o post original 21 mais palavras

inferno astral

Dia chuvoso, inventaram um obra no prédio bem na minha varanda, que é única para fora e no térreo. Ontem quebraram as pastilhas de parte da fachada, hoje foram para o corredor e o jirau permanece no mesmo lugar, ou seja, quase em cima da minha cabeça. Aos menos os dois moçoilos são ébanos belos, Salve! A síndica, o filho e um outro vizinho vieram c essa “novidade”. São pessoas de pouca vida interior ou exterior, carentes demandantes. Como diz meu amigo Rogério: vai lavar uma louça, fazer caridade, cuidar de uma planta, bater uma punheta! Cruzes! Haja budismo!